Siga-nos no Whatsapp
A+ / A-

No Líbano a hora mudou apenas para alguns

26 mar, 2023 - 18:49 • Redação

Tensões religiosas no Líbano levam a uma divisão entre quem quer adiar a mudança para o horário de verão e quem já terá adiantado o relógio.

A+ / A-

O Líbano vive um momento de tensão religiosa, depois da hora ter mudado para o horário de verão... mas só para quem segue a indicação das autoridades cristãs do país.

O primeiro-ministro Najib Mikati, disse que o país, oficialmente, só vai atualizar a hora a 20 de abril.

Apesar de não haver um motivo oficial, especula-se que deverá ser uma medida para evitar que os muçulmanos que praticam o Ramadão tenham de se manter em jejum por mais uma hora. No horário do verão, o sol põe-se às 19h00, enquanto, no horário de inverno, é às 18h00.

No entanto, o país conta com uma forte influência da Igreja Maronita, que disseram que iam mudar a hora, como Portugal também o fez, este domingo.

Várias empresas, negócios e até dois orgãos de comunicação social seguiram a orientação cristã e ignoraram o que foi dito pelo primeiro-ministro.

A Middle East Airlines, companhia aérea do Líbano, optou por orientar-se pelo horário de inverno, mas marcar os seus voos no horário de verão, para não entrar em conflito com a aviação internacional.

Houve também vários dispositivos, como telemóveis, a atualizarem automaticamente para o horário de verão, mesmo para aqueles que pretendem seguir a orientação do primeiro-ministro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+