A+ / A-

EUA. Envio de armas à Ucrânia agrava conflito, avisa Kremlin

01 fev, 2023 - 12:45

Porta-voz russo não acredita que ajuda militar norte-americana vá mudar o curso da guerra.

A+ / A-
porta-voz do Kremlin Dmitry Peskov na parada militar do Dia da Vitória em Moscovo  Foto: Maxim Shipenkov/EPA
porta-voz do Kremlin Dmitry Peskov na parada militar do Dia da Vitória em Moscovo Foto: Maxim Shipenkov/EPA
Dmitry Peskov - porta-voz do Kremlin Foto: Sergey Guneev/EPA
Dmitry Peskov - porta-voz do Kremlin Foto: Sergey Guneev/EPA
Dmitry Peskov. porta-voz da Presidência russa. Foto: Yuri Kochetkov/EPA
Dmitry Peskov. porta-voz da Presidência russa. Foto: Yuri Kochetkov/EPA

"Os mísseis de longo alcance que serão incluídos num pacote de ajuda militar dos Estados Unidos à Ucrânia aumentam o conflito, mas não mudam o seu curso". As palavras são do porta-voz do Kremlin.

Dmitry Peskov disse ainda esta manhã aos jornalistas que não há planos para que o Presidente russo, Vladimir Putin, mantenha conversações com o seu homólogo norte-americano Joe Biden.

Ainda assim a Russia quer manter o tratado "New Start", isto depois da Casa Branca ter acusado Moscovo de violar o último tratado nuclear entre os dois países.

O protocolo entre os dois países limita o número de ogivas nucleares estratégicas que os Estados Unidos e a Rússia podem implementar. Entrou em vigor em 2011, tendo sido prorrogado por mais cinco anos em 2021.

O porta-voz do Kremlin sublinha que é necessário preservar pelo menos algumas 'dicas' de diálogo com Washington, independentemente da situação que se vive neste momento.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+