Tempo
|
A+ / A-

Ford vai eliminar 3.200 empregos na Alemanha, diz sindicato

23 jan, 2023 - 20:37 • Lusa

Os cortes de empregos devem envolver o departamento de “desenvolvimento de produtos” da unidade de Colónia.

A+ / A-
O construtor automóvel norte-americano Ford vai eliminar 3.200 empregos na Alemanha, essencialmente nas áreas administrativa e de 'design', disse hoje à AFP um porta-voz do sindicato alemão IG Metall.A redução foi anunciada quando aumentam os receios de deslocalização na indústria automóvel na Europa, após Washington ter anunciado amplas subvenções que favorecem os veículos elétricos produzidos nos Estados Unidos. O corte de postos de trabalho foi divulgado à imprensa após uma reunião geral de trabalhadores e vai afetar essencialmente a produção em Colónia, mas “todas as instalações na Alemanha” estão ameaçadas, segundo o porta-voz do IG Metall. “Estamos extremamente preocupados com o futuro das divisões de desenvolvimento alemãs e, em geral, com o futuro das instalações da Ford na Alemanha”, declarou depois o sindicato em comunicado. Os cortes de empregos devem envolver o departamento de “desenvolvimento de produtos” da unidade de Colónia, onde “2.500 dos 3.800 funcionários devem deixar a empresa”, detalhou o IG Metall, adiantando que num outro centro de investigação em Aachen podem estar em causa mais 220 empregos. O sindicato disse ainda que “cerca de 20% dos empregos administrativos” no país podem estar ameaçados. Até agora, o grupo automóvel norte-americano não comentou esta informação, segundo a AFP.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+