Tempo
|
A+ / A-

Guerra na Ucrânia. Governo relata mais ataques de 'drones' russos

02 jan, 2023 - 10:30 • Lusa

Mais de vinte foram destruídos em Kiev, três na periferia da capital e 15 nas províncias vizinhas.

A+ / A-

A Rússia enviou vários 'drones' durante a noite de domingo para atacar regiões da Ucrânia e dezenas foram abatidos, disseram esta segunda-feira as autoridades ucranianas, após uma série de ataques no fim de semana que matou quatro pessoas.

O autarca de Kiev, Vitali Klitschko, divulgou hoje que 40 'drones' foram dirigidos para Kiev durante a noite de domingo e madrugada de hoje, de acordo com informação das Forças de Defesa Aérea ucranianas, e todos foram destruídos.

Vitali Klitschko precisou que 22 drones foram destruídos em Kiev, três na periferia da capital e 15 nas províncias vizinhas.

Instalações de infraestrutura de energia ficaram danificadas como resultado desta ataque e de uma explosão que ocorreu numa das zonas da cidade, referiu o autarca.

Não ficou imediatamente claro se os danos foram causados pelos 'drones' ou outro tipo de armamento.

Na capital ucraniana houve cortes de energia e na periferia de Kiev foi atingido uma "infraestrutura crítica" e vários edifícios residenciais, disse o governador Oleksiy Kuleba.

Sete 'drones' foram abatidos sobre a região sul de Mykolaiv, de acordo com o governador Vitali Kim, e outros três foram destruídos na região sudeste de Dnipropetrovsk, de acordo com o governador Valentyn Reznichenko.

Na região de Dnipropetrovsk, um míssil também foi destruído, segundo Reznichenko, adiantando que uma da infraestrutura de energia na região também tinha sido visada.

O Comando da Força Aérea da Ucrânia informou hoje que 39 'drones' Shahed de fabrico iraniano foram abatidos durante a noite de domingo, bem como dois 'drones Orlan' de fabrico russo e um míssil X-59.

Três pessoas morreram e dezenas ficaram feridas nos ataques russos realizados na véspera de Ano Novo. Uma quarta vítima, um morador de Kiev de 46 anos, morreu num hospital na manhã de hoje, disse Klitschko.

Várias explosões abalaram a capital e outras áreas da Ucrânia durante a noite de sábado. Os ataques ocorreram 36 horas depois de ataques generalizados de mísseis lançados pela Rússia na quinta-feira para atingir instalações de infraestrutura de energia.

A Rússia tem realizado ataques aéreos às infraestruturas de energia e água da Ucrânia quase semanalmente desde outubro, aumentando o sofrimento dos ucranianos, enquanto as suas forças terrestres lutam para manter o terreno e avançar.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+