Tempo
|
A+ / A-

Zelensky nos EUA

Em 2023, "avançaremos com a reconquista da nossa liberdade", diz Zelensky

21 dez, 2022 - 22:00 • João Malheiro

Na conferência de imprensa com o homólogo ucraniano, Joe Biden confirmou o novo pacote de mais de 1,85 mil milhões de dólares. Joe Biden acusa Rússia de usar o inverno "como uma arma" contra o povo ucraniano. Já o Presidente ucraniano realça "o apoio bipartidário" do Congresso norte-americano no apoio à Ucrânia e diz estar "ansioso para reunir com os congressistas".

A+ / A-
Zelensky: "Contra todas as probabilidades, a Ucrânia não caiu" e "está bem viva"
Zelensky: "Contra todas as probabilidades, a Ucrânia não caiu" e "está bem viva"

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky promete que 2023 será o ano em que os ucranianos vão avançar "com a reconquista da nossa liberdade".

"O ponto principal desta visita aos Estados Unidosé reforçar a Ucrânia", afirma, também, em conferência de imprensa conjunta com Joe Biden.

Já o Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, confirmou um novo pacote de ajuda à Ucrânia no valor de 1,85 mil milhões de dólares.

Ochefe de Estado norte-americano destaca uma bateria "que treinará forças ucranianas para reforçar a sua defesa aérea".

Volodymyr Zelensky felicitou este anúncio e também realçou a importância do novo pacote de ajuda.

Joe Biden assinalou a "determinação inquebrável" do povo ucraniano face ao escalar da guerra com a Rússia.

O chefe de Estado norte-americano destacou que se registam, esta quarta-feira, 300 dias da "invasão russa sem provocação" à Ucrânia.

E alerta que a Rússia está a usar o inverno "como uma arma contra o povo ucraniano".

Já o Presidente ucraniano realça "o apoio bipartidário" do Congresso norte-americano no apoio à Ucrânia e diz estar "ansioso para reunir com os congressistas".

Zelensky defende, ainda, um acordo de paz global e que a Rússia seja responsabilizada pelas suas ações nesta guerra.

"Sei que a liderança norte-americana será forte e terá um papel importante à escala global", aponta.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Digo
    21 dez, 2022 Eu 22:41
    Em Moscovo, devem estar a dar cabeçadas nas paredes. Apoio às claras, maciço e determinado em armas e apoios à industria, isto é uma declaração clara dos EUA que não vão permitir frescuras à Rússia.

Destaques V+