Tempo
|
A+ / A-

Prolongado acordo de cereais no Mar Negro entre Rússia e Ucrânia

17 nov, 2022 - 08:20 • Olímpia Mairos com Reuters

Secretário-geral da ONU, António Guterres, confirmou esta quinta-feira que foi assinado um acordo para o prolongamento para a saída de cereais ucranianos.

A+ / A-

O Ministro das Infraestruturas da Ucrânia revelou que o acordo de cereais do mar Negro foi prolongado por 120 dias.

Foi negociado entre o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, e o Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky. As Nações Unidas e a Turquia continuam responsáveis pela operação.

O ministro Kubrakov disse no Twitter que a Ucrânia apelou oficialmente para esta iniciativa ser prolongada durante um ano.

O secretário-geral da ONU confirmou esta quinta-feira que foi assinado um acordo para o prolongamento para a saída de cereais ucranianos.

“Congratulo-me com o acordo firmado por todas as partes no sentido de manter” o acordo dos cereais para “facilitar a navegação segura da exportação de cereais, alimentos e fertilizantes da Ucrânia”, afirmou Guterres, citado pela Reuters.

“O acordo dos cerais será prolongado por 120 dias. A Ucrânia, juntamente com António Guterres e Erdogan, tomaram decisões importantes na luta global contra a crise alimentar. Aguardando o comunicado oficial dos parceiros Turquia e ONU”, escreveu Zelensky no Twitter.

Já na terça-feira, o Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, tinha assegurado que Putin tinha dado luz verde para renovar o acordo que facilita la saída de cereais e fertilizantes russos e ucranianos através do Mar Negro.

A invasão russa da Ucrânia a 24 de Fevereiro levou a uma crise alimentar e energética mundial e as Nações Unidas alertaram para o risco de múltiplas fomes este ano.

A Rússia e a Ucrânia são responsáveis por quase um terço das exportações mundiais de trigo. Mas as sanções ocidentais contra a Rússia e os combates ao longo da costa marítima do leste da Ucrânia impediram os navios com trigo de saírem em segurança dos portos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+