Tempo
|
A+ / A-

GUERRA NA UCRÂNIA

Zelensky diz a Guterres estar pronto para "garantir segurança alimentar mundial"

31 out, 2022 - 21:06 • Lusa

O Presidente ucraniano mostrou-se comprometido no prolongamento das exportação de cereais no mar Negro. No sábado, a Rússia suspendeu a sua participação no acordo, depois de um alegado ataque de 'drone' à sua frota.

A+ / A-

A Ucrânia está determinada em "continuar a garantir a segurança alimentar mundial" e a prolongar as suas exportações de cereais, assegurou hoje o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, ao secretário-geral das Nações Unidas (ONU), António Guterres.

"Falei com o secretário-geral da ONU, António Guterres. Confirmei o compromisso da Ucrânia com o acordo de cereais", escreveu Zelensky na rede social Twitter.

A Rússia anunciou, no sábado, a suspensão da sua participação no acordo sobre as exportações de cereais dos portos ucranianos após um ataque de 'drones' (aeronaves não tripuladas e controladas remotamente) que visou a frota russa estacionada na baía de Sebastopol, na Crimeia anexada.

O acordo, concluído em julho sob a égide da ONU e da Turquia, permitiu a exportação de vários milhões de toneladas de cereais retidos nos portos ucranianos desde a invasão russa em fevereiro, que fez com que os preços dos alimentos disparassem, aumentando o receio da fome.

Numa reunião hoje no Conselho de Segurança das Nações Unidas, o embaixador russo, Vasily Nebenzya, acusou a Ucrânia de usar corredor marítimo aberto para o acordo "para propósitos militares".

Já os Estados Unidos acusaram a Rússia de "extorsão coletiva".

"Parece punição coletiva ou extorsão coletiva. Este não é um assunto que diz respeito apenas a dois países. É um imperativo urgente para os países em desenvolvimento", disse aos jornalistas o porta-voz do departamento de Estado norte-americano, Ned Price.

"A suspensão do acordo por Moscovo representaria uma punição coletiva para o resto do mundo, mas particularmente para países de baixos e médios rendimentos que precisam desesperadamente desses cereais", acrescentou.

Ned Price expressou preocupação com o aumento dos preços dos alimentos em todo o mundo, que já vem sendo sentido devido à incerteza em torno do acordo dos cereais.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Recusa inutil
    01 nov, 2022 Mud 10:37
    Caro Zelensky, se eu fosse a si, começava a tentar fabricar na Ucrânia o mais possível do material militar que o exército Ucraniano está a usar, ou no mínimo, sistemas equivalentes. A Ucrânia está quase 100% dependente das ajudas militares do Ocidente e em particular dos EUA. Essa ajuda um dia pode diminuir abaixo do necessário ou até cessar de todo, basta bater a "nostalgia pelo sofá" ou os lideres que agora defendem a ajuda a Ucrânia, serem substituídos por outros que se estão nas tintas. É melhor que a Ucrânia tente ganhar autonomia ou diversificar os fornecedores

Destaques V+