A+ / A-

Ataque do Estado Islâmico a santuário xiita faz 15 mortos no Irão

27 out, 2022 - 12:28 • Olímpia Mairos , com agências

Presidente iraniano, Ebrahim Raissi, garante que este crime não ficará sem resposta.

A+ / A-

Pelo menos 15 pessoas morreram, e 40 ficaram feridas, esta quarta-feira, na cidade de Shiraz, no sul do Irão, num ataque terrorista contra um local de culto xiita, informou a televisão estatal. Entre as vítimas mortais contam-se duas crianças.

O atentado deu-se à noite, numa altura em que dezenas de pessoas se encontravam no santuário Shahcheragh, o segundo local mais sagrado do Irão, tal como é habitual às quartas-feiras à noite para cumprir a tradição local.

Foi exatamente durante esse período, um dos mais movimentados, que um homem abriu fogo dentro deste espaço religioso, de acordo com agência de notícias oficial iraniana (IRNA). Já a Al Jazeera fala em três atacantes.

De acordo com as autoridades locais, dois foram capturados e um conseguiu fugir.

Entretanto, o grupo jihadista autoproclamado Estado Islâmico reivindicou a responsabilidade pelo ataque no seu canal no Telegram.

O Presidente iraniano, Ebrahim Raissi, já garantiu que este crime não ficará sem resposta.

O Irão é um país xiita e o Estado Islâmico é um grupo sunita, correntes distintas do islamismo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+