Tempo
|
A+ / A-

Tribunal da UE reduz multa à Google para 4.125 milhões de euros

14 set, 2022 - 12:23 • Lusa

"Gigante" tecnológica norte-americana "dececionada" com a sentença do caso Android.

A+ / A-

O Tribunal Geral da União Europeia deu hoje provimento parcial ao recurso da Google contra a Comissão Europeia e reduziu a multa que Bruxelas impôs em 2018 por práticas restritivas à concorrência para 4.125 milhões de euros.

A multa inicial era de 4.343 milhões de euros, tendo a Comissão considerado que a Google aplicou restrições ilegais aos fabricantes de dispositivos que usam o seu sistema Android, de forma a reforçar a sua posição dominante.

A ‘gigante’ americana Google afirmou-se "dececionada" com a decisão da justiça europeia da validação demulta recorde de Bruxelas por abuso de posição dominante do seu sistema Android. O Tribunal considerou que a Google aplicou restrições ilegais aos fabricantes de dispositivos que usam o seu sistema Android, por forma a reforçar a sua posição dominante.

"Estamos desapontados por o tribunal (Geral da União Europeia) não ter anulado a decisão na sua totalidade. O Android gerou mais opções de escolha para todos (...) e apoia milhares de empresas na Europa e em todo o mundo", refere a Google em comunicado.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+