Tempo
|
A+ / A-

UE prepara-se para suspender acordo que facilita vistos a cidadãos russos

28 ago, 2022 - 18:43 • Redação com Lusa

O objetivo é reduzir o número de autorizações de viagem que são emitidas.

A+ / A-

Os Ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia (UE) estão prontos para apoiar a suspensão do acordo que a UE tem com a Rússia desde 2007, que facilita atribuição de vistos a cidadãos russos.

De acordo com a informação avançada pelo Financial Times, o objetivo é reduzir o número de autorizações de viagem que são emitidas.

Países como a República Checa e a Polónia deixaram de emitir vistos a turistas russos pouco tempos depois de Putin ter iniciado a invasão da Ucrânia.

A guerra na Ucrânia continua no topo da agenda da UE na 'rentrée' política, com os ministros da Defesa e dos Negócios Estrangeiros a discutirem em Praga novas ações de apoio a Kiev e de condenação de Moscovo.

A capital da República Checa - país que assume a presidência semestral rotativa do Conselho da União até final do ano - acolhe uma reunião informal de ministros da Defesa entre segunda e terça-feira, e um encontro informal de chefes de diplomacia dos 27 entre terça e quarta-feira, estando Portugal representado nestas reuniões que marcam a 'rentrée' comunitária após as férias de verão pela ministra Helena Carreiras e pelo ministro João Gomes Cravinho, respetivamente.

Vários países, entre os quais a 'anfitriã' República Checa, têm reclamado uma proibição de entrada de turistas russos no espaço comunitário, uma medida proposta pelo Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky e que alguns Estados-membros ameaçam implementar de forma bilateral se não houver um compromisso ao nível da União, mas a questão está longe de ser consensual entre os 27, merecendo a oposição de países como a Alemanha.

Estas reuniões de ministros da Defesa e dos Negócios Estrangeiros têm lugar poucos dias depois de se terem assinalado seis meses sobre o início da invasão russa da Ucrânia, em 24 de fevereiro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+