Tempo
|
A+ / A-

Sérvia e Kosovo chegam a acordo sobre livre circulação

28 ago, 2022 - 04:46 • Lusa

O anúncio foi feito pelo chefe da diplomacia da UE, Joseph Borrell, que felicitou o entendimento alcançado.

A+ / A-

A Sérvia e o Kosovo chegaram a acordo sobre a livre circulação de pessoas entre os dois territórios, desbloqueando uma disputa sobre o reconhecimento de documentos de identificação, revelou a União Europeia (UE), que mediou as negociações.

O anúncio do acordo foi feito pelo chefe da diplomacia da UE, Joseph Borrell, na rede social Twitter, explicando que a Sérvia concordou em deixar de pedir, à entrada e à saída do país, os documentos de identidade a pessoas do Kosovo.

Por sua vez, o Kosovo aceitou em não introduzir, como tinha previsto, a obrigação de apresentação de documentos de identificação a pessoas sérvias.

"A União Europeia acaba de receber garantias do primeiro-ministro do Kosovo, [Albin] Kurti nesse sentido. Isto é uma resolução europeia", sublinhou Borrell, felicitando ainda o presidente sérvio, Aleksandar Vucic, pela decisão.

No entanto, o chefe da diplomacia lamentou que não tivesse havido compromisso em relação à identificação dos veículos, pelo que Pristina mantém a intenção de que os sérvios do Kosovo substituam as matrículas sérvias dos seus veículos por matrículas da República do Kosovo.

Desde 2011 que a Sérvia e o Kosovo promovem negociações para a normalização das relações, mediadas pela UE, mas sem grandes resultados palpáveis até ao momento.

Os cerca de 120.000 sérvios ortodoxos do Kosovo – os números divergem consoante a origem, admitindo-se que possam chegar aos 200.000, com cerca de um terço concentrado no norte do território – não reconhecem a autoridade de Pristina e permanecem identificados com Belgrado, de quem dependem financeiramente.

Belgrado nunca reconheceu a secessão do Kosovo em 2008, proclamada na sequência de uma guerra sangrenta iniciada com uma rebelião armada albanesa em 1997, que provocou 13.000 mortos, e motivou uma intervenção militar da NATO contra a Sérvia em 1999, à revelia da ONU.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+