Tempo
|
A+ / A-

Ucrânia. Zelensky promete resposta poderosa em caso de ataque russo no Dia da Independência

24 ago, 2022 - 04:30 • Marisa Gonçalves com Agências

A ameaça vem expressa na sua mais recente comunicação em vídeo, quando se cumprem seis meses desde a invasão russa. Face aos receios de eventuais ataques, muitos civis têm estado a abandonar a capital, Kiev.

A+ / A-

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy avisa que qualquer ataque russo neste Dia da Independência da Ucrânia, terá uma retaliação poderosa e pede à população para cumprir as regras de segurança.

“Esta quarta-feira é um dia importante para todos nós e por isso, este dia, infelizmente também é importante para o inimigo. Devemos estar cientes de possíveis provocações russas e de novos ataques brutais. As Forças Armadas da Ucrânia, os nossos serviços secretos e os nossos serviços especiais farão tudo para proteger o nosso povo e certamente responderemos a qualquer manifestação de terror russo. Mas, por favor, sigam rigorosamente as regras de segurança”, declara na sua mais recente comunicação em vídeo.

Zelenskiy garante que o povo ucraniano continua a resistir à ofensiva russa e diz que “onde estão as cores da bandeira ucraniana não existe tirania”.

O Governo de Kiev anulou as comemorações em locais públicos, nesta quarta-feira.

A data que comemora este ano o 31.º aniversário da independência da Ucrânia, declarada em 24 de agosto de 1991, pouco antes da dissolução formal da União Soviética, de que fazia parte, está a ser marcado pela fuga de muitos civis de Kiev, perante a ameaça de eventuais ataques russos sobre a capital ucraniana.

Também as autoridades dos Estados Unidos reforçaram o aviso para que os cidadãos norte-americanos abandonem a Ucrânia.

A efeméride será assinalada em várias cidades europeias, como é caso de Lisboa, com a realização de uma cerimónia simbólica comemorativa, e de Berlim, onde está agendada uma "marcha pela liberdade".

A Ucrânia assinala este Dia da Independência, na mesma ocasião em que se cumprem seis meses da ofensiva militar da Rússia contra o país, iniciada em 24 de fevereiro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+