Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Ucrânia. Banco Mundial aprova financiamento extra de 1,4 mil milhões de euros

08 jun, 2022 - 04:14 • Lusa

Com esta nova tranche, a instituição já disponibilizou cerca de 3,7 mil milhões de euros para apoiar a Ucrânia.

A+ / A-

O Banco Mundial aprovou um financiamento adicional de 1,4 mil milhões de euros para ajudar a Ucrânia a continuar a pagar os salários dos funcionários públicos.

O presidente do Banco Mundial, David Malpass, afirmou que mais apoio está a ser "fornecido à Ucrânia face à guerra em andamento".

O executivo não explicou se os novos fundos são um donativo ou um empréstimo.

Com este novo financiamento, o Banco Mundial já disponibilizou cerca de 3,7 mil milhões de euros para apoiar a Ucrânia.

De acordo com as próprias estimativas do banco, a economia ucraniana deve encolher para metade este ano, como resultado da invasão russa.

A Rússia lançou na madrugada de 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que causou já a fuga quase 15 milhões de pessoas de suas casas – mais de oito milhões de deslocados internos e mais de 6,9 milhões para os países vizinhos -, de acordo com os mais recentes dados da ONU, que classifica esta crise de refugiados como a pior na Europa desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

Também segundo as Nações Unidas, cerca de 15 milhões de pessoas necessitam de assistência humanitária na Ucrânia.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+