Tempo
|
A+ / A-

Zelensky visita e agradece a militares ucranianos na linha da frente

06 jun, 2022 - 15:58 • Maria Costa Lopes

Na segunda visita pública de Zelensky, fora de Kyiv, desde o início da guerra, o presidente ucraniano recebeu um relatório de combate, agradeceu às tropas e distribuiu medalhas aos militares.

A+ / A-
Zelensky visita tropas ucranianas na linha da frente
Zelensky visita tropas ucranianas na linha da frente

O Presidente da Ucrânia, Vlodymyr Zelenskiy, esteve com os militares ucranianos na linha da frente, em Donbass, tendo-lhes passado uma mensagem de confiança.

O presidente ucraniano visitou duas cidades que se encontram no centro do conflito: Lysychansk e Soledar.

Zelensky agradeceu às tropas e deixou uma mensagem de confiança no seu exército. A presidência ucraniana acrescentou que a viagem permitiu ao Presidente “familiarizar-se com a situação operacional na linha de frente da defesa”.

Esta foi apenas a segunda visita pública do presidente ucraniano, fora de Kyiv, desde o início da guerra. Durante a viagem, Zelensky recebeu um relatório de combate, agradeceu às tropas e distribuiu medalhas aos militares.

A comunidade internacional tem destacado a coragem de Zelenskiy neste ato. O ex-general do Exército australiano Mick Ryan escreveu, no Twitter, que esta demonstração pública de apoio às tropas na linha da frente, distinguia Zelensky do seu adversário.

“Tenho quase a certeza que o Putin não vai aceitar convites para visitar as tropas russas mal alimentadas e mal coordenadas – mas bem armadas – num futuro próximo.”

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • João Lopes
    07 jun, 2022 Porto 11:53
    Putin já está com medo de perder a vida... vai arrepender-se de ter iniciado as hostilidades. Pobre do povo Russo, que é inocente, e que não tem culpa de ter um dirigente deste calibre... Em todo o Mundo, quando os comunistas tomam o poder é muito difícil abandoná-lo.

Destaques V+