Tempo
|
A+ / A-

França apela a uma "abordagem responsável" ao acordo nuclear do Irão

17 mai, 2022 - 23:24 • Lusa

A eleição de Joe Biden para a Casa Branca permitiu relançar os esforços para reavivar o acordo, mas as negociações estão paradas há dois meses, apesar de um projeto do texto parecer estar ao alcance da assinatura

A+ / A-

A França apelou esta terça-feira a Washington e a Teerão para "adotarem uma abordagem responsável" que permita chegar ao acordo nuclear iraniano, que tropeça numa disputa entre os dois países "fora" deste acordo.

"O projeto de acordo para voltar ao cumprimento do JCPOA [o acordo de 2015 destinado a impedir o Irão de desenvolver armas nucleares] está pronto há mais de dois meses", mas "um assunto que envolve os Estados Unidos e o Irão e fora do JCPOA não o permite neste momento", afirmou o Ministério dos Negócios Estrangeiros numa conferência de imprensa online.

"Apelamos às partes para que adotem uma abordagem responsável e tomem urgentemente as decisões necessárias para concluir este acordo. Seria um erro grave e perigoso considerar que ele pode permanecer em cima da mesa indefinidamente", alertou o ministério, citado pela agência de notícias francesa AFP.

O acordo designado Plano de Ação Global Conjunto (JCPOA), que prevê restrições drásticas ao programa nuclear do Irão em troca do levantamento das sanções internacionais, está moribundo desde a retirada unilateral dos Estados Unidos em 2018, sob a presidência do ex-presidente Donald Trump.

A eleição de Joe Biden para a Casa Branca permitiu relançar os esforços para reavivar o acordo, mas as negociações estão paradas há dois meses, apesar de um projeto do texto parecer estar ao alcance da assinatura

Um dos mais recentes obstáculos é a exigência de Teerão de que os EUA retirem os Guardas Revolucionários, o seu exército ideológico, da lista negra dos Estados Unidos "organizações terroristas estrangeiras".

Washington garante que esta sanção, decidida por Donald Trump após a retirada do acordo, não tem qualquer ligação com o nuclear e não pode ser discutida no âmbito destas negociações.

O Irão disse na terça-feira que aguarda a resposta dos Estados Unidos às "soluções" discutidas com o negociador da União Europeia, Enrique Mora, que visitou Teerão na semana passada.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+