Tempo
|
A+ / A-

UE diz-se “consternada” pelo ataque aéreo russo a uma escola na Ucrânia

09 mai, 2022 - 05:15 • Lusa

O bombardeamento terá feito 60 mortos, segundo as autoridades ucranianas.

A+ / A-

A União Europeia (UE) manifestou a sua consternação pelo "flagrante desprezo" da Rússia pela vida dos civis ao atacar uma escola na Ucrânia usada como refúgio na região de Lugansk, no leste do país.

Os 27 Estados-membros estão "consternados pelo ataque aéreo russo contra um edifício escolar em Belogorovka, região de Lugansk, e que, segundo se informa, morreram muitas crianças", indicou na sua conta Twitter o Alto representante para a política externa, Josep Borrell.

"A UE condena o flagrante desprezo da Rússia pela vida civil e apoiará os esforços para levar os responsáveis perante a justiça", acrescentou o chefe da diplomacia europeia.

No sábado, um bombardeamento aéreo russo atingiu uma escola em Belogorovka onde dezenas de pessoas se tinham refugiado, tendo o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, confirmado que há a registar 60 mortos na sequência desse ataque.

Segundo o governador local, Serguii Gaidai, as autoridades conseguiram resgatar 30 pessoas.

Belogorovka está localizada numa das zonas onde decorrem violentos combates entre tropas ucranianas e russas na região separatista de Lugansk.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+