Tempo
|
A+ / A-

Ucrânia

Zelenskiy acusa Rússia de capturar corredor humanitário

22 mar, 2022 - 23:49 • João Malheiro

Já a vice primeira ministra ucraniana, Iryna Vereshchuk, detalha que os veículos foram apreendidos e que é incerto se as pessoas poderão ser livres de abandonar a região ou não. Estas informações carecem ainda de confirmação de entidades independentes.

A+ / A-

O presidente da Ucrânia, Volodimir Zelenskiy acusou as forças russas de capturar autocarros de um corredor humanitário perto da cidade de Mangush, a caminho de Mariupol.

Já a vice primeira ministra ucraniana, Iryna Vereshchuk, detalha que os veículos foram apreendidos e que é incerto se as pessoas poderão ser livres de abandonar a região ou não.

"Onze autocarros e dois carros do serviço de emergência do estado da Ucrânia foram parados no posto de controle russo na entrada de Manhush. O destino de 11 motoristas e quatro funcionários do Serviço de Emergência do Estado era desconhecido" disse, citada pelo The Guardian.

"Estamos a fazer o nosso melhor para libertar o nosso povo e desbloquear o corredor humanitário", garantiu Zelensky, numa declaração via Telegram, citada pela BBC.

"Neste momento, cerca de 100 mil pessoas estão em Mariupol. Em condições desumanas. Completamente bloqueados. Sem comida, sem água, sem medicamentos. Sob constante bombardeamento", indicou o preisdente da Ucrânia, através de uma declaração publicada há minutos no Facebook.

"Apesar destas dificuldades, foram resgatados 7.026 residentes de Mariupol", avançou, ainda.

Estas informações carecem ainda de validação por parte de entidades independentes.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+