Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Ucrânia

Banco central russo suspende venda de moeda estrangeira até 9 setembro

08 mar, 2022 - 23:36 • Lusa

O rublo está em queda e na segunda-feira atingiu novos recordes históricos em relação às moedas ocidentais, devido às sanções ocidentais à Rússia sem precedentes, que têm como alvo o Banco Central e os maiores bancos russos.

A+ / A-

A venda de moeda estrangeira será suspensa na Rússia a partir de quarta-feira até 09 de setembro, anunciou hoje o Banco Central do país, atingido por sanções ocidentais sem precedentes devido à intervenção militar na Ucrânia.

Entre 9 de março e 9 de setembro de 2022, "os bancos não poderão vender moeda estrangeira aos cidadãos", anunciou o Banco Central da Rússia em comunicado, acrescentando que os russos poderão, no entanto, trocar moeda estrangeira por rublos durante esse período "a qualquer momento, a qualquer hora e em qualquer montante".

O levantamento de dinheiro de contas em moeda estrangeira abertas em bancos russos também será limitado a 10.000 dólares americanos (cerca de 9.180 euros) até 09 de setembro e o restante só poderá ser retirado em rublos à taxa de câmbio atual.

Independentemente da moeda da conta, o levantamento só pode ser feito em dólares americanos e apenas na caixa, refere o comunicado, indicando que o prazo para qualquer transação deste tipo deverá ser de "vários dias".

O rublo está em queda e na segunda-feira atingiu novos recordes históricos em relação às moedas ocidentais, devido às sanções ocidentais à Rússia sem precedentes, que têm como alvo o Banco Central e os maiores bancos russos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+