A+ / A-

Ucrânia. Conselho de Segurança da ONU discute situação humanitária

07 mar, 2022 - 05:40 • Lusa

Reunião acontece depois de o secretário-geral da ONU, António Guterres, ter considerado que que é "absolutamente essencial" estabelecer uma "pausa nos combates" para permitir a retirada de civis.

A+ / A-

O Conselho de Segurança da ONU reúne-se esta segunda-feira para discutir a situação humanitária na Ucrânia, 12 dias depois do início da invasão russa que já matou centenas de civis e provocou a fuga de mais de 1,5 milhões de pessoas.

Fonte diplomática citada pela agência espanhola EFE afirmou que a reunião contará com a presença do subsecretário-geral da ONU para os Assuntos Humanitários, Martin Griffiths, e da diretora-executiva do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Cathy Russel.

O Conselho de Segurança da ONU tem estado envolvido numa intensa atividade diplomática nas últimas semanas, primeiro devido à concentração maciça de tropas russas junto das fronteiras ucranianas e posteriormente devido à invasão russa da Ucrânia, que teve início em 24 de fevereiro.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, disse no domingo que é "absolutamente essencial" estabelecer uma "pausa nos combates" para permitir a retirada de civis das cidades ucranianas que se encontram sitiadas pelo exército russo e o estabelecimento de corredores humanitários.

Os planos de retirada da população civil da cidade de Mariupol, no sudeste da Ucrânia, bloqueada pelas forças russas, foram adiados pela segunda vez.

A Rússia lançou na madrugada de 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que, segundo as autoridades de Kiev, já fez mais de 2.000 mortos entre a população civil.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+