Tempo
|
A+ / A-

Ucrânia. Merkel diz que invasão russa é "ponto de viragem" para a Europa

25 fev, 2022 - 12:03 • Marta Grosso com agências

Enquanto esteve à frente da Alemanha, a ex-chanceler promoveu políticas de aproximação a Moscovo, mas assume agora uma postura de forte condenação das ações da Rússia.

A+ / A-

A antiga líder alemã Angela Merkel condenou nesta sexta-feira a invasão da Ucrânia pela Rússia.

“Esta guerra agressiva da Rússia marca uma virada profunda na história da Europa após o fim da Guerra Fria”, afirmou à agência de notícias DPA.

Merkel, cujas políticas conciliatórias em relação ao Kremlin foram criticadas enquanto estava no poder, classificou as ações russas como uma violação do Direito Internacional e condenou-as “nos termos mais fortes possíveis”.

Não há justificativa alguma para esta flagrante violação do direito internacional”, afirmou em Berlim, dirigindo depois os seus “pensamentos e solidariedade ao povo ucraniano e ao governo liderado pelo Presidente [Volodymyr] Zelensky nestas horas e dias assustadores”.

Merkel expressou ainda “total apoio” aos esforços da União Europeia, da NATO, da ONU e do G7 para pôr um fim rápido à guerra.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • A amiga alemã
    25 fev, 2022 Mundo 14:45
    Foste a maior "amiga" da Rússia na UE, e agora vens condená-los? Só agora viste o que eles são? Que ocasião tão boa para estares calada, que tu perdeste ...

Destaques V+