Tempo
|
A+ / A-

Santos Silva confirma que UE vai discutir sanções diretas a Vladimir Putin

25 fev, 2022 - 15:51 • Beatriz Lopes com Redação

O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que será renovado o apelo para que a Rússia termine de imediato com este conflito.

A+ / A-

Augusto Santos Silva confirmou esta sexta-feira que os ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia (UE) vão discutir esta tarde, em Bruxelas, uma sanção que visa diretamente Vladimir Putin.

Ainda assim, o ministro dos Negócios Estrangeiros português sublinha, aos jornalistas, que a sanções terão ainda de ser aprovadas, não querendo por isso avançar para já com mais detalhes.

Sobre esta medida, o jornal "The Washigton Post" está a avançar que a União Europeia vai congelar ativos do presidente russo, Vladimir Putin, e do seu ministro dos negócios estrangeiros, Sergei Lavrov.

O jornal americano cita fontes diplomáticas europeias, segundo as quais as sanções não incluem proibir deslocações dos dois politicos russos no espaço comunitário.

Augusto Santos Silva garante que será renovado o apelo para que a Rússia termine de imediato com este conflito.

"Esta é a mais séria ameaça à ordem internacional e à segurança da Europa a que nós assistimos desde o fim da Segunda Guerra Mundial", aponta.

O ministro português dos Negócios Estrangeiros rejeita ainda as acusações lançadas pelo presidente da Ucrânia, que considerou "lenta" a resposta de Bruxelas ao conflito e refere que a UE falar, por videoconferência, com o ministro dos Negócios Estrangeiros ucraniano.

"Se há duas características que pontuam a reação europeia é a unidade e a rapidez. Eu compreendo as palavras do presidente ucraniano, que está neste momento cercado, uma vez que as tropas russas estão às portas de Kiev, numa guerra que não provocou e de que é apenas vítima e em condições muito difíceis do seu povo que está a ser alvo de uma brutal agressão", diz, ainda.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Vergona da Cobardia
    25 fev, 2022 EUA e UE 16:37
    Deixem-se de ser ridiculos. O Putin usa as vossas sanções como papel higiénico na retrete e esta-se borrifando para os vossos apelos. Só a tiro, o fazem parar. e como já decidiram que não vão dar tiros pois isso dá origem a uma guerra nuclear - aqui está uma boa desculpa para não saírem do vosso descanso cobarde, quando o Putin atacar o próximo País - então resta-nos a Vergonha da Cobardia. E já agora o Silêncio envergonhado

Destaques V+