Tempo
|
A+ / A-

Putin. “Os interesses da Rússia e a segurança dos seus cidadãos não são negociáveis”

23 fev, 2022 - 07:43 • Olímpia Mairos

Numa mensagem televisiva, o Presidente russo falou da prontidão do exército russo e disse que o país continuará a desenvolver “armas de última geração”.

A+ / A-

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, diz que o seu país está disposto a encontrar soluções diplomáticas com o Ocidente sobre a Ucrânia, mas avisa, segundo a agência France Press, que “os interesses da Rússia e a segurança dos seus cidadãos não são negociáveis”.

"O nosso país está sempre aberto a um diálogo direto e honesto, para a busca de soluções diplomáticas para os problemas mais complexos", disse Putin, num discurso televisivo.

De seguida, ficou o aviso de que “os interesses da Rússia, a segurança dos nossos cidadãos não são negociáveis”.

Na mensagem, Putin felicitou os homens do seu país e disse estar certo do "profissionalismo" dos militares russos, que “defenderão os interesses nacionais do país”.

O Presidente russo destacou a prontidão do exército russo e disse que o país continuará a desenvolver “armas de última geração”.

“Continuaremos a desenvolver sistemas avançados de armas, incluindo hipersónicos e aqueles baseados em novos princípios físicos, e expandiremos o uso de tecnologias digitais avançadas e elementos de inteligência artificial”, acrescentou Putin, assinalando tratar-se de “armas do futuro, que aumentam significativamente o potencial de combate das nossas forças armadas."

A posição surge depois da "luz verde" da Câmara Alta do Parlamento russo a um pedido de autorização de Putin para o envio de soldados para apoiar os separatistas pró-russos no leste da Ucrânia, cuja independência reconhece.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+