Tempo
|
A+ / A-

Putin pede, e obtém, autorização para enviar tropas para o estrangeiro

22 fev, 2022 - 16:24 • Ricardo Vieira, com agências

O Presidente da Rússia tem agora autorização imediata para avançar para a região de Donbas, na Ucrânia.

A+ / A-

O Presidente russo, Vladimir Putin, pediu esta terça-feira ao Parlamento (Duma) para usar a força militar no estrangeiro.

A medida está a ser encarada como o ponto de partida para uma invasão da Ucrânia.

O pedido de Putin acontece um dia depois de a Rússia reconhecer a independência das zonas separatistas no Leste da Ucrânia e a câmara alta do Parlamento russo já deu luz verde.

A aprovação foi dada por unanimidade nesta terça-feira à tarde. Em causa está aquilo que Putin descreveu como uma "missão de paz" em duas regiões separatistas do Leste da Ucrânia: Donetsk e Lugansk.

Esta autorização permite a Putin enviar de imediato tropas para a região de Donbas, na Ucrânia.

Já nesta terça-feira, o Presidente russo ratificou tratados de amizade com duas repúblicas separatistas apoiadas por Moscovo.

Segundo o Kremlin, a medida permite construir bases militares nesses territórios , enviar tropas, alinhar uma postura de defesa conjunta e fortalecer a integração económica.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+