Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Equipa de resgate já entrou no túnel para salvar menino preso num poço em Marrocos

05 fev, 2022 - 16:51 • Lusa com redação

O responsável pela operação de resgate afirmou ter "grandes esperanças" de retirar Rayan vivo do buraco, com 32 metros de profundidade.

A+ / A-

A equipa de socorro já entrou no túnel escavado até ao poço onde está preso, desde terça-feira, um menino de 5 anos, em Marrocos, adiantou este sábado a AFP. Os pais da criança já foram chamados ao local.

Segundo a agência de notícias francesa, que se encontra no local, à entrada do túnel estavam ao início da tarde uma equipa de bombeiros e uma ambulância para socorrer Rayan. Está, também, pronto um helicóptero para transportar a criança para o hospital mais próximo, assim que for resgatada.

O rapaz caiu acidentalmente num poço seco, de 32 metros de profundidade e estreito, de difícil acesso, cavado perto da residência da família na vila de Ighrane, na província de Chefchaouen.

Nas últimas imagens captadas dentro do poço, a criança "parecia estar deitada de costas" para o túnel escavado pelo que é "impossível dizer com certeza que está viva", disse à AFP, esta manhã, o chefe da equipa resgate, Abdelhadi Tamrani.

O responsável afirmou ter "grandes esperanças" de retirar Rayan vivo do buraco estreito, com 32 metros de profundidade.

Uma das maiores dificuldades da operação foi conseguir fornecer oxigénio e água à criança, o que foi feito através de tubos e garrafas, mas não há certezas de que Rayan conseguiu utilizar aqueles meios.

O trabalho de perfuração de um túnel horizontal foi em grande parte manual e avançou a "ritmo de caracol", descreve a AFP, que salienta que o principal desafio foi evitar deslizamentos de terra.

No local estavam milhares de pessoas em sinal de solidariedade, que acamparam apesar do frio que se faz sentir naquela zona montanhosa do Rif, a uma altitude de quase 700 metros.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+