Tempo
|
A+ / A-

Pandemia

Covid-19. EUA deverão aprovar uso de tratamentos inovadores ainda esta semana

21 dez, 2021 - 21:57 • Redação

Regulador do medicamento norte-americano vai dar luz verde à Pfizer e à Merck para que coloquem no mercado tratamentos orais inovadores.

A+ / A-

Veja também:


A autoridade do medicamento dos Estados Unidos prepara-se para aprovar os primeiros tratamentos orais para a Covid-19.

A informação é avançada pela estação Bloomberg, que indica que, já esta quarta-feira, a FDA vai dar luz verde à Pfizer e à Merck para lançarem os seus tratamentos inovadores.

Face ao aumento de infeções provocado pela variante do vírus Omicron, o diretor do Scripps Research Translational Institute, Eric Topol refere que os medicamentos Paxlovid (Pfizer) e Molnupiravir (Merck) chegariam num momento em que são “absolutamente necessários”.

“É um sinal de luz num túnel muito longo. Mas esta promessa extraordinária não será cumprida a menos que usemos todos os esforços para fazê-la rapidamente e distribuí-la em grande escala”, sublinhou.

Nos ensaios clínicos, o Paxlovid está a ter um bom desempenho, demonstrando cerca de 90% de eficácia na prevenção de hospitalização e morte em pacientes de alto risco.

Em comunicado, o presidente da Pfizer, Albert Bourla, disse que o produto desenvolvido pelo laboratório norte-americano pode ser "uma ferramenta crítica para ajudar a conter a pandemia".

Já o Molnupiravir, desenvolvido pela Merck, teve um caminho acidentado para chegar ao mercado. No mês passado, o Reino Unido tornou-se o primeiro país no mundo a aprovar a sua utilização em idosos e pessoas mais vulneráveis a doenças graves.

Contudo, o regulador norte-americano solicitou uma análise independente, nomeadamente em relação aos riscos associados à toma por mulheres grávidas. Caso a utilização do Molnupiravir seja aprovada, tal decisão demonstra que as preocupações foram mitigadas.

A administração Biden ordenou a encomenda de 10 milhões de lotes do antiviral da Pfizer mais cerca de três milhões de lotes da Merck, mas não é de esperar que os medicamentos estejam já disponíveis no mercado.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+