Tempo
|
A+ / A-

Itália acolhe afegã dos olhos verdes cuja foto se tornou famosa em 1985

26 nov, 2021 - 09:20 • Lusa

Sharbat Gula tem atualmente 49 anos.

A+ / A-

A afegã Sharbat Gula, famosa pela fotografia que Steve McCurry lhe tirou em 1985 para a capa da revista National Geographic, chegou a Roma no âmbito do programa italiano de asilo e retirada do Afeganistão.

O executivo de Mario Draghi confirmou que a chegada da afegã, atualmente com 49 anos, aconteceu na sequência de várias petições da sociedade civil, nomeadamente de organizações não-governamentais (ONG) ativas no Afeganistão.

Como muitos dos seus compatriotas, Sharbat pediu a organizações humanitárias para a ajudarem a deixar o país depois de os talibãs terem assumido o controlo do Afeganistão, em agosto passado, aproveitando a saída das forças norte-americanas e internacionais do território afegão.

O Governo italiano “promoveu e organizou” a ida da mulher afegã para Itália no âmbito do seu programa de retirada de afegãos do país, que pretende garantir “acolhimento e integração”, explicou o executivo.

Quando tinha 12 anos, Sharbat Gula surpreendeu e comoveu o mundo com a força do seu rosto e o poder dos seus intensos olhos verdes, graças a uma fotografia tirada pelo fotógrafo norte-americano Steve McCurry num campo do Paquistão, com a qual ilustrou uma reportagem sobre refugiados afegãos em junho de 1985.

A imagem tornou-se rapidamente um símbolo do drama e das vicissitudes dos afegãos, que, naquela altura, se encontravam em plena guerra, depois da invasão da então União Soviética.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Joaquim Santos
    27 nov, 2021 Tojal 10:03
    Mais um peixe fora de água.

Destaques V+