Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Israel proíbe viagens de e para a África do Sul para conter transmissão de nova variante

26 nov, 2021 - 08:00 • Redação

Também Alemanha e Reino Unido suspenderam voos com origem e destino no país.

A+ / A-

O primeiro-ministro iraelita, Naftali Bennett, anunciou, na quinta-feira, que a África do Sul deu entrada na “lista vermelha” da covid-19, proibindo temporariamente os voos, devido ao risco associado à nova variante detectada no país.

Lesoto, Botswana, Zimbabwe, Moçambique, Namíbia e Eswatini foram, também, adicionados à lista. Está proibida a entrada em Israel de passageiros, sem nacionalidade israelita, com origem e destino em qualquer um destes países.

Passageiros que regressem de uma destas sete nações terão de cumprir uma quarentena de sete dias em instalações estatais, independentemente do estado vacinal. O confinamento só será dado como terminado após dois testes PCR negativos. O período aumenta para um mínimo de 14 dias para pessoas que se recusem a realizar o teste.

A variante B.1.1.529, que está a alarmar as autoridades de saúde, apresenta uma “constelação muito incomum” de mutações, que podem ajudar o vírus a escapar à resposta imunitária do organismo, adiantaram autoridades sul africanas, citadas pelo jornal israelita "Haaretz".

A variante é já responsável por cerca de 90% dos novos casos identificados em Gauteng, uma das mais populosas províncias da África do Sul.

Também o Reino Unido proibiu voos de seis países africanos, com receio da mesma variante. A Alemanha suspendeu viagens de e para a África do Sul.

"A partir do meio-dia de amanhã [sexta-feira], seis países africanos serão adicionados à lista vermelha, os voos serão temporariamente proibidos e os viajantes do Reino Unido deverão ficar em quarentena", escreveu em comunicado o secretário da Saúde britânico.

Sajid Javid alertou que a nova variante detetada na África do Sul "pode ser mais transmissível que a Delta" e acrescentou que "as vacinas atualmente no mercado podem ser menos eficazes". Segundo especialistas, esta variante é "a pior identificada até agora".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+