Tempo
|
A+ / A-

Covid-19. Estudo constata aumento de risco de infeção 90 dias após segunda dose

25 nov, 2021 - 02:42 • Lusa

Investigadores israelitas estudaram os efeitos da vacina da Pfizer em adultos com idade média de 44 anos e sugerem uma terceira dose.

A+ / A-

Um estudo constatou um aumento gradual no risco de infeção por Covid-19 começando 90 dias após receber uma segunda dose da vacina da Pfizer/BioNTech.

Os resultados sugerem que poderia estar justificada a consideração de uma terceira dose, assinalam os responsáveis do estudo publicado na revista The BMJ.

O estudo do Leumit Health Servisses Research Institute, em Israel, confirma que a vacina Pfizer/BioNTech forneceu "excelente proteção" nas primeiras semanas após vacinação, mas sugere que isso diminui para alguns indivíduos com o tempo.

Examinar o tempo desde a vacinação e o risco de infeção pode fornecer pistas importantes sobre a necessidade de uma terceira injeção e o melhor momento a fazê-lo, explica um comunicado da revista.

Os pesquisadores examinaram os registos eletrónicos de saúde de 80.057 adultos (com idade média de 44 anos), que se haviam submetido a um teste de PCR pelo menos três semanas após a segunda dose e que não tinham evidencia de infeção anterior por Covid-19.

De estes 80.057 participantes, 7.973 (9,6%) tiveram um resultado positivo na prova - estes indivíduos foram emparelhados com controlos negativos da mesma idade e grupo étnico que se submeteram à prova na mesma semana.

Segundo o estudo, a taxa de resultados positivos aumentou com o tempo decorrido desde a segunda dose.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+