Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Áustria vai confinar e torna vacina obrigatória a partir de fevereiro

19 nov, 2021 - 09:58 • Olímpia Mairos com agências

É o primeiro país da União Europeia a adotar medidas tão drásticas.

A+ / A-

A população da Áustria, incluindo os vacinados contra a Covid-19, vão confinar a partir da próxima segunda-feira devido ao aumento de casos no país. O anúncio foi feito pelo chanceler Alexander Schallenberg, segundo o qual este confinamento pode durar no “máximo 20 dias".

Após consultar todos os governadores regionais, o Governo anunciou também que, a partir de fevereiro de 2022, vai impor a vacinação obrigatória contra o novo coronavírus.

"Tomámos uma decisão muito difícil. Somos forçados a adotar uma vacinação obrigatória a partir de fevereiro de 2022", disse o ministro das Relações Exteriores em conferência imprensa.

Depois de ter estabelecido o confinamento para não vacinados, a Áustria torna-se o primeiro país da União Europeia a regressar ao confinamento e a impor a vacinação.

Tem uma das taxas mais baixas de vacinação da Europa Ocidental com apenas 66% da população totalmente vacinada. Já a taxa de infeção está entre as mais altas do continente, com recorde de casos diários.

As autoridades sanitárias austríacas registaram 12.616 novos contágios de Covid-19 nas últimas 24 horas, correspondendo a um novo máximo verificado em um dia desde o início da pandemia.

O país contabiliza, desde o início da pandemia, 1.011.465 infeções pelo novo coronavírus e 11.903 mortes.

A Covid-19 provocou pelo menos 5.122.682 mortes em todo o mundo, entre mais de 254,95 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.295 pessoas e foram contabilizados 1.115.080 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+