Tempo
|
A+ / A-

Cerca de 200 crianças a partir dos cinco anos vão ser vacinadas em Viena

13 nov, 2021 - 16:26 • Lusa

A agência não disse exatamente quando irá tomar uma decisão sobre as duas vacinas, mas os meios de comunicação social relataram que, pelo menos para a Pfizer/BioNTech, a decisão poderia chegar antes do Natal.

A+ / A-

Duas centenas de crianças, com idades entre os cinco e os 11 anos, em Viena de Áustria, vão começar a receber vacinas contra a Covid-19 na próxima semana, como parte de um projeto-piloto, noticiaram os meios de comunicação social austríacos, este sábado.

A emissora austríaca ORF noticiou que cerca de 200 crianças, entre os cinco e os 11 anos de idade, podem receber doses da vacina Pfizer/BioNTech na capital austríaca, a partir de segunda-feira. O projeto-piloto é limitado apenas a Viena e não se aplica ao resto do país.

Enquanto nos Estados Unidos ou Israel as crianças desta faixa etária já podem ser oficialmente vacinadas contra a Covid-19, a Agência Europeia de Medicamentos, que regula a aprovação na União Europeia (UE), ainda não deu autorização para a vacinação de crianças com menos de 12 anos de idade.

O regulador de medicamentos da UE disse, no início desta semana, ter começado a avaliar se deveria autorizar a vacina da Moderna para crianças dos cinco aos 11 anos e que desde o mês passado tem vindo a avaliar a vacina feita pela Pfizer-BioNTech para a utilização no mesmo grupo etário.

A agência não disse exatamente quando irá tomar uma decisão sobre as duas vacinas, mas os meios de comunicação social relataram que, pelo menos para a Pfizer/BioNTech, a decisão poderia chegar antes do Natal.

Como o número de infeções está a aumentar em todo o continente a uma velocidade preocupante, a aprovação da vacinação para crianças pequenas traria um alívio muito esperado para milhões de famílias em toda a UE.

Apesar da falta de uma aprovação oficial de emergência, vários pediatras na Áustria já têm vindo a vacinar crianças desta faixa etária, uma vez que a procura é muito elevada, tendo em conta que a taxa de infeção no país está a aumentar, informou a ORF.

"O interesse na vacinação fora do âmbito da UE é enorme", disse Peter Voitl, pediatra e especialista em vacinação da Associação Médica de Viena, à ORF. "Vacinamos o grupo etário dos cinco aos 11 anos na nossa clínica e temos várias centenas de pessoas na lista de espera", afirmou.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+