A+ / A-

Macau testa toda a população após casos de Covid-19 em hotel de quarentenas

25 set, 2021 - 13:54 • Lusa

O território está em estado de emergência desde sexta-feira. Resistência à vacina levou as autoridades a determinarem a obrigação de testes a cada sete dias.

A+ / A-

O Governo de Macau anunciou que vai realizar testes à Covid-19 em toda a população a partir deste sábado e durante três dias, na sequência de dois casos positivos em funcionários de um hotel utilizado para as pessoas ficarem em quarentena.

Em conferência de imprensa, a Secretaria para os Assuntos Sociais e Cultura de Macau, Ao Ieong U, explicou que a testagem em massa tem início àss 15h00 deste sábado e se prolonga até às 15h00 do dia 28 de setembro (terça-feira).

No total, serão disponibilizados 52 locais para testagem, com um total de 367 pontos de amostragem.

Esta decisão do Governo de Macau surge poucas horas depois de ter sido detetado um segundo caso positivo de um segurança de um hotel, que tem acolhido pessoas obrigadas a cumprir quarentena no âmbito das medidas de restrição devido à Covid-19.

Macau decretou na sexta-feira o estado de emergência imediata.

Em agosto, após a deteção de quatro casos da variante Delta do novo coronavírus detetados numa família, o Governo de Macau decretou também o "estado de emergência imediata" e a realização de testes à Covid-19 para toda a população.

Então, as autoridades anunciaram o encerramento de espaços culturais, desportivos e de diversão, bem como a suspensão ou cancelamento de atividades que se poderiam traduzir na aglomeração de pessoas.

66 casos desde o início da pandemia

Macau não registou qualquer morte associada à doença ou infetados entre os profissionais de saúde, tendo contabilizado até ao momento 66 casos desde o início da pandemia.

No entanto, pouco mais de metade da população está vacinada, apesar de a administração gratuita da vacina estar disponível à população em geral há mais de meio ano.

A resistência à vacina em Macau levou mesmo as autoridades sanitárias a determinarem que os trabalhadores de Macau, nos setores público ou privado, ficam obrigados a fazer um teste à cCovid-19 a cada sete dias, caso não estejam vacinados.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+