Tempo
|
A+ / A-

Rússia diz estar disponível para cooperar contra terrorismo

11 set, 2021 - 16:46

"O lado russo está pronto para relançar" a colaboração, disse Antonov, na página da Embaixada russa na rede social Facebook, reconhecendo as dificuldades nas relações entre os dois países.

A+ / A-

A Rússia mostrou-se disponível para relançar a cooperação com os Estados Unidos para combater o terrorismo, por ocasião da comemoração do vigésimo aniversário dos ataques de 11 de setembro.

O embaixador da Rússia nos Estados Unidos, Anatoly Antonov, disse que a Rússia compartilha o luto dos Estados Unidos, pelos ataques de 2001, e garantiu que Moscovo está disponível para retomar o diálogo liderado pelos chefes da diplomacia das duas potências, em 2018-2019, sobre o combate ao terrorismo.

"O lado russo está pronto para relançar" a colaboração, disse Antonov, na página da Embaixada russa na rede social Facebook, reconhecendo as dificuldades nas relações entre os dois países.

"Devemos colocar de lado todas as contradições e disputas e cooperar para o benefício da segurança e prosperidade, não apenas da Rússia e dos Estados Unidos, mas de toda a humanidade", acrescentou o embaixador, que expressou a gratidão da Rússia aos Estados Unidos por compartilhar informações que ajudaram a prevenir ataques em São Petersburgo em 2017 e 2019.

As relações tensas entre a Rússia e os Estados Unidos deterioraram-se rapidamente à medida que o Presidente dos EUA, Joe Biden, aumentou a pressão sobre o Kremlin, após a sua eleição, em janeiro passado, e quando, em maio, a Rússia declarou os EUA um país "hostil".

Na sexta-feira, Moscovo convocou o embaixador dos EUA, John Sullivan, acusando as grandes empresas tecnológicas norte-americanas de interferência nas eleições legislativas da Rússia, que decorrem este mês.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+