Tempo
|
A+ / A-

Covid-19. Cidadão da Marinha Grande hospitalizado no México apela a ajuda

03 set, 2021 - 21:56 • Lusa

A presidente da Câmara da Marinha Grande, Cidália Ferreira, contactou de imediato a Embaixada do México, o Ministério dos Negócios Estrangeiros e a Secretaria de Estado das Comunidades.

A+ / A-

Um cidadão da Marinha Grande está hospitalizado, infetado com Covid-19, no México onde se encontrava em lua-de-mel, e apelou a ajuda para fazer face às despesas com a doença.

O apelo começou a circular nas redes sociais, esta sexta-feira, através de publicações de amigos de Vasco Santos, de 32 anos, bastante conhecido no andebol da região de Leiria, onde já foi jogador e treinador.

"O Vasco está internado com Covid-19, em estado considerado muito grave e a precisar de cuidados e de medicação caríssimos", referia a mensagem, que não deixou a presidente da Câmara da Marinha Grande, Cidália Ferreira, alheia.

A autarca disse à Lusa que, assim que soube, contactou de imediato a Embaixada do México, o Ministério dos Negócios Estrangeiros e a Secretaria de Estado das Comunidades.

"A embaixada disse-me que iriam contactar a associação de portugueses no México para que os ajudem a dar informação sobre o Vasco e a perceber o que se passa no hospital", revelou Cidália Ferreira (PS).

A presidente acrescentou que continua a acompanhar a situação e já conversou com a irmã da mulher de Vasco, que lhe transmitiu que a família está "bastante preocupada".

Fonte do Ministério dos Negócios Estrangeiros disse à Lusa que a tutela, "através da Embaixada de Portugal no México, está a acompanhar a situação, de que teve conhecimento esta sexta-feira, e em contacto com a família, procurando prestar todo o apoio consular possível no âmbito das suas competências".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+