Tempo
|
A+ / A-

Macau encerra cinemas, teatros e casinos para evitar surto de Covid-19

04 ago, 2021 - 06:38

Autoridades de saúde estão a realizar testes para toda a população, durante três dias.

A+ / A-

Veja também:


O Governo de Macau anunciou o fecho de todos os espaços de diversão no território, para evitar um surto comunitário, num momento em que as autoridades avançaram para o teste massivo de toda a população, em três dias.

"Para evitar a transmissão causada pelo novo tipo de coronavírus na Região Administrativa Especial de Macau, a partir das 00h00 do dia 5 de agosto de 2021, são encerrados os cinemas, teatros, parques de diversão em recintos fechados, salas de máquinas de diversão e jogos em vídeo, cibercafés, salas de jogos de bilhar e de bowling, estabelecimentos de saunas e de massagens, salões de beleza, ginásios de musculação, estabelecimentos de health club e karaoke, bares, night-clubs, discotecas, salas de dança e cabaret", pode ler-se no despacho do chefe do Governo.

As autoridades de saúde estão a realizar testes à Covid-19 para toda a população, durante três dias: 41 locais, 27 em Macau e 14 no Cotai (faixa de casinos entre as ilhas da Taipa e de Coloane), vão estar disponíveis para realização dos testes de ácido nucleico.

Os quatro casos da variante Delta do novo coronavírus levaram o Governo de Macau a declarar o “estado de emergência imediata” no território “em risco de sofrer um surto” comunitário.

As autoridades disseram que já procederam "ao isolamento dos contactos próximos" e que estão a fazer a lista das pessoas que possam ter estado em contacto com os infetados.

Com mais de 659 mil habitantes, Macau só identificou 63 casos desde o início da pandemia e não registou qualquer morte.

A pandemia provocou pelo menos 4.234.618 mortos em todo o mundo, entre mais de 198,8 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente da agência France-Presse.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • J M
    04 ago, 2021 Seixal 14:05
    Por cá, no burgo faz-se o contrário; Pois a economia......

Destaques V+