Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Bares e discotecas na origem de focos de Covid-19 em França

23 jul, 2021 - 23:09 • Lusa

Só em duas discotecas, centenas de casos de infeção foram identificados.

A+ / A-

Os números da Covid-19 em França continuam a aumentar, com as autoridades a identificarem mais de uma centena de focos da doença em bares e discotecas, que reabriram no início julho.

Em Toulouse, pelo menos 60 bares foram identificados como focos de Covid-19, segundo a Agência Regional de Saúde da Occitânia, e duas discotecas, uma na região de Vosges, junto a Estrasburgo, e outra em Doubs, junto à fronteira com a Suíça, foram também identificadas como focos de Covid-19.

Só nessas duas discotecas, centenas de casos de infeção foram identificados.

Os dados foram divulgados esta sexta-feira pelas autoridades regionais francesas, que colocam em questão a reabertura das discotecas e também a obrigação do distanciamento social nos bares, podendo ter impactos na vida noturna em França.

O aumento de infeções levou já diferentes departamentos em França a voltarem a impor a utilização de máscara no exterior, exceto nas praias.

Nas últimas 24 horas foram detetados 19.561 casos de Covid-19 em França e morreram 29 pessoas.

Há atualmente 6.802 pessoas hospitalizadas e 872 doentes internados nos cuidados intensivos, mais quatro do que na véspera.

A pandemia da Covid-19 provocou pelo menos 4.139.040 mortos em todo o mundo, entre mais de 192,5 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente da agência France-Presse.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Quem anda à chuva
    24 jul, 2021 Molha-se 10:33
    Estavam à espera do quê? De um milagre?

Destaques V+