Tempo
|
A+ / A-

Médio Oriente

Ataques em Gaza mataram oito pessoas esta quarta-feira. Total sobe para 227

19 mai, 2021 - 23:36 • Lusa

Entre as 227 vítimas mortais que se contam do lado palestiniano, 64 são crianças. Em Israel, os disparos de "rockets" por parte do Hamas, a partir de Gaza, provocaram 12 mortos.

A+ / A-

Sete palestinianos, entre eles um homem deficiente, a mulher grávida e a filha de três anos, morreram esta quarta-feira após os ataques aéreos de Israel em Gaza, enquanto um oitavo sucumbiu aos ferimentos, anunciou o Ministério da Saúde local.

Com os novos dados, eleva-se para 227 o número de palestinianos mortos no enclave de Gaza desde o início do conflito, a 10 deste mês, nos confrontos que opõem o exército israelita e grupos armados palestinianos.

As hostilidades na Faixa de Gaza começaram em 10 de maio, com vários foguetes disparados pelo movimento palestiniano Hamas contra Israel, depois de centenas de manifestantes palestinianos terem ficado feridos em confrontos com a polícia israelita em Jerusalém Oriental.

Na origem dessas manifestações esteva a ameaça de despejo forçado de famílias palestinianas em benefício dos colonos israelitas.

Desde então, pelo menos 227 pessoas, incluindo 64 crianças, morreram em ataques israelitas na Faixa de Gaza, de acordo com o Ministério da Saúde local.

Em Israel, disparos de foguetes a partir de Gaza provocaram 12 mortos, segundo a polícia israelita.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+