Tempo
|
A+ / A-

Ataque a Gaza

Erdogan acusa Biden de ter "as mãos ensanguentadas" por apoiar Israel

17 mai, 2021 - 23:10 • Lusa

Lembrando o reconhecimento norte-americano do holocausto arménio, o Presidente da Turquia assinala que Biden "escreve a História com sangue nas mãos dos ataques extremamente desproporcionados a Gaza, onde morrem centenas de pessoas".

A+ / A-

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, acusou esta segunda-feira o seu homólogo norte-americano, Joe Biden, de ter "as mãos ensanguentadas", devido ao seu apoio a Israel, no momento em que este ataca a Faixa de Gaza.

"O senhor está a escrever a História com as mãos ensanguentadas", declarou Erdogan, dirigindo-se a Biden, criticando-o também pela venda de armas a Israel, um "Estado terrorista" que está a fazer "ataques desproporcionados contra a Faixa de Gaza".

"Senhor Biden, o senhor juntou-se aos arménios no chamado genocídio arménio. Agora escreve a História com sangue nas mãos dos ataques extremamente desproporcionados a Gaza, onde morrem centenas de pessoas", disse Erdogan.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+