Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Myanmar. Pelo menos oito manifestantes abatidos pela polícia

22 mar, 2021 - 10:24 • Lusa

As manifestações têm sido diárias desde 1 de fevereiro, o dia em que os militares tomaram o poder.

A+ / A-

Oito manifestantes morreram no domingo em Mandalay, a segunda cidade da Birmânia, após uma carga policial durante os protestos contra o golpe de Estado militar em Myanmar (antiga Birmânia). Mais de 50 ficaram feridas, disse à France-Presse uma fonte hospitalar.

As manifestações têm sido diárias desde 1 de fevereiro, o dia em que os militares tomaram o poder.

Até ao momento, 250 pessoas morreram durante as manifestações reprimidas pela polícia e pelo Exército e mais de 2.600 pessoas foram detidas, de acordo com os dados da Associação de Auxílio aos Prisioneiros Políticos (AAPP).

Os opositores ao golpe de Estado manifestam-se de dia e de noite em vários pontos da Birmânia.

Hoje, os manifestantes organizaram um desfile de protesto em Mandalay em que exibiam cartazes apelando à intervenção das Nações Unidas no país.

Em Rangum, os manifestantes voltaram a sair às ruas pela manhã, depois de protestos que se realizaram durante o fim de semana.

Entretanto, a Austrália e o Canadá estão a prestar assistência consular a um casal de consultores australianos retidos nas casas onde se encontravam e que, aparentemente, foram impedidos de sair da residência no momento em que deviam deslocar-se para o aeroporto para abandonarem a Birmânia.

Os ministérios dos Negócios Estrangeiros da Austrália e do Canadá ainda não comentaram o assunto.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+