Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Novo máximo. Estados Unidos com mais de cinco mil mortes diárias

05 fev, 2021 - 06:57 • Lusa

Desde o início da pandemia, o país acumulou 455.555 óbitos e 26.671.333 casos confirmados.

A+ / A-

Veja também:


Os Estados Unidos registaram, pela primeira vez, mais de cinco mil mortes provocadas por Covid-19 num só dia, além de 125.428 novos casos, de acordo com a contagem independente da Universidade Johns Hopkins.

O total de mortos contabilizados nas últimas 24 horas, 5.282, ultrapassa o valor mais alto registado até aqui, a 12 de janeiro, quando morreram 4.466 pessoas, segundo os dados da universidade norte-americana.

Desde o início da pandemia, o país acumulou 455.555 óbitos e 26.671.333 casos confirmados.

Os Estados Unidos são o país com mais mortes provocadas pelo novo coronavírus SARS-Cov-2, responsável pela Covid-19, e também com mais casos de infeção.

O novo Presidente norte-americano, Joe Biden, avançou que em fevereiro o país deverá ultrapassar o meio milhão de mortes provocadas pela doença, estimando que a pandemia venha a fazer mais de 600 mil vítimas no total.

Já o Instituto de Métricas e Avaliações de Saúde da Universidade de Washington, em cujos modelos de projeção a Casa Branca se baseia com frequência, calcula que até 1 de maio venham a morrer 595 mil pessoas.

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos, 2.269.346 mortos resultantes de mais de 104,3 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 13.482 pessoas dos 748.858 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+