Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

AstraZeneca diz ter "fórmula vencedora" contra a Covid-19

28 dez, 2020 - 11:26 • Redação com agências

O Reino Unido, primeiro país que começou a campanha de vacinação com ao medicamento da Pfizer/BioNTech, detetou uma nova variante do coronavírus.

A+ / A-

Veja também:


A britânica AstraZeneca afirma ter encontrado “a fórmula vencedora” para a sua vacina contra a Covid-19 que está a desenvolver em conjunto com a Universidade de Oxford.

“Acreditamos que encontrámos a fórmula vencedora e como alcançar uma eficácia que, com duas doses, é tão elevada como as outras vacinas”, avançou ao “Sunday Times” o diretor-geral da farmacêutica Pascal Soriot, garantindo uma “proteção a 100%” contra as formas mais graves da doença, mas deixou outras explicações para mais tarde.

À Sky News, um investigador Imperial College London, fala de uma vacina bastante promissora. “Estamos muito otimistas de que seja uma parte fulcral de como o sistema de saúde vai conseguir controlar a nova vaga”, segundo Peter Openshaw.

A vacina da Phizer e a da Moderna revelaram uma eficiência de 95% e 94,5%, respetivamente.

O Reino Unido, primeiro país que começou a campanha de vacinação com ao medicamento da Pfizer/BioNTech, detetou uma nova variante do coronavírus.

Contra esta mutação, “acreditamos que, por enquanto, a nossa vacina mantém a sua eficácia”, afirmou Pascal Soriot. “Mas não podemos ter a certeza por isso vamos fazer mais testes”.

A estirpe britânica do vírus já foi também detetada, pelo menos, em Portugal (ilha da Madeira), na Suécia, Itália, Holanda, Alemanha, França, Espanha, Dinamarca, Liechtenstein, Suíça, Canadá, África do Sul e no Japão.

O governo britânico apresentou os dados completos da vacina da Oxford/AstraZeneca ao regulador do Reino Unido. Segundo a imprensa, a decisão deve ser anunciada nos próximos dias a vacinação começar a partir de 4 de janeiro.

Até agora foram vacinadas cerca de 600 mil pessoas com a vacina da Pfizer.

A pandemia provocou pelo menos 1.758.026 mortos resultantes de mais de 80,2 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+