Tempo
|
A+ / A-

Covid-19. AstraZeneca promete ter vacina no outono

25 mai, 2020 - 15:25 • Dina Soares

O laboratório farmacêutico já tem assegurada a produção de 400 milhões de vacinas e ambiciona “garantir a distribuição global da vacina”.

A+ / A-

Veja também:


A farmacêutica AstraZeneca já estabeleceu os primeiros acordos para o fornecimento de 400 milhões de vacinas contra a covid-19.

A empresa anglo-sueca recebeu mais de mil milhões de dólares da Autoridade norte-americana de Pesquisa Avançada e Desenvolvimento Biomédico, para acelerar a investigação, produção e distribuição da vacina, e está confiante de que, a partir do outono, a vacina estará disponível.

Em comunicado, a AstraZeneca afirmou que está assegurada a capacidade de produção para mil milhões de doses e espera conseguir novos acordos para expandir a capacidade ao longo dos próximos meses, no sentido de “garantir a distribuição global da vacina”.

A empresa finalizou também o acordo de licença com a Universidade de Oxford para a vacina, conhecida como AZD1222. Esta vacina vai começar a ser testada em humanos. Para isso, já foram contratadas 10 mil pessoas.

Outras empresas farmacêuticas, incluindo também a Moderna e a Sanofi, estão também na corrida ao desenvolvimento e produção da vacina contra o novo coronavírus, cujos peritos dizem ser crucial para permitir aos países abrandar o confinamento e as restrições à vida pública.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 328.000 mortos e infetou mais de cinco milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+