Tempo
|
A+ / A-

EUA

Presidenciais 2020. Obama apoia candidatura de Biden

14 abr, 2020 - 18:24 • Redação

Ex-Presidente norte-americano posiciona-se ao lado do seu antigo vice-presidente contra Donald Trump.

A+ / A-

Barack Obama, antigo Presidente dos Estados Unidos da América, anunciou esta terça-feira o apoio à candidatura de Joe Biden à Casa Branca, de forma a unir o Partido Democrata no apoio ao seu antigo vice-presidente.

"Escolher o Joe Biden para ser meu vice-presidente foi uma das melhores decisões que já tomei e ele tornou-se num amigo próximo. Acredito que ele tem todas as qualidades que precisamos num Presidente neste momento", disse Obama, num vídeo que publicou nas redes sociais.

Obama optou pelo silêncio numa fase inicial das eleições democráticas. O apoio do antigo Presidente surge depois de Bernie Sanders, o último candidato a desistir da corrida democrata, ter anunciado o seu apoio a Joe Biden.

"Se há algo que aprendemos enquanto país nos momentos de grande crise, é que o espírito americano de ajudar o próximo não pode ficar restrito às nossas casas, aos nossos bairros. Tem de estar refletido no governo nacional. Um tipo de governação que é baseado em conhecimento, experiência, honestidade e himildade", explica Obama, em relação à crise da Covid-19.

Barack Obama e a esposa, Michelle, continuam a ser figuras muito respeitas dentro do partido democrata, quase quatro anos após a saída do primeiro Presidente negro da história dos Estados Unidos da América ter deixado a Casa Branca, substituído por Donald Tramp, que jurou contrariar grande parte das medidas impostas por Obama.

As eleições presidenciais nos Estados Unidos da América estão marcadas para 3 de novembro. Donald Trump procurará cumprir um segundo mandato.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+