Tempo
|
A+ / A-

Mil jihadistas resistem no último bastião do Estado Islâmico

04 mar, 2019 - 22:59 • Redação, com Reuters

Operação para recuperar o controlo de Baghouz, na Síria, pode terminar nos próximos dias.

A+ / A-

Cerca de três mil pessoas foram retiradas do último bastião do autoproclamado Estado Islâmico na Síria. Neste grupo estão 200 jihadistas que se renderam às Forças Democráticas Sírias (SDF, na sigla inglesa).

A notícia da evacuação em Baghouz foi avançada à agência Reuters pelo porta-voz do SDF, Mustafa Bali.

Cerca de mil terroristas e alguns civis poderão ainda estar no que resta do território controlado pelo Estado Islâmico, adianta a mesma fonte.

As forças apoiadas pelos Estados Unidos estão a abrandar a ofensiva para permitir a evacuação dos civis que ainda estão em Baghouz.

“Estamos a abrandar a ofensiva em Baghouz porque um pequeno número de civis está a ser utilizado como escudos humanos pelo Daesh [Estado Islâmico], disse Mustafa Bali, das SDF.

Nesta operação militar contra a última bolsa jihadistas, as Forças Democráticas Sírias estão a enfrentar uma defesa composta por minas, carros armadilhados, emboscadas a partir de túneis e ataques suicidas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+