Tempo
|
A+ / A-

Nave da Virgin Galactic realiza voo tripulado

14 dez, 2018 - 03:09

Foi o culminar de um ano de testes. A empresa do milionário Richard Branson pretende ser a primeira levar turistas ao espaço.

A+ / A-

Uma nave da Virgin Galactic, com dois pilotos a bordo, realizou esta quinta-feira um voo espacial e aterrou com sucesso no deserto da Califórnia.

Foi o culminar de um ano de testes. A empresa do milionário Richard Branson pretende ser a primeira levar turistas para lá da atmosfera terrestre.

A Virgin Galactic está na corrida com a Blue Origin, empresa espacial financiada por Jeff Bezos, da Amazon.

O avião cargueiro da Virgin, com fuselagem dupla, descolou esta quinta-feira à tarde de uma base a norte de Los Angeles, no deserto da Califórnia.

Transportou a “SpaceShipTwo” a 13,7 quilómetros de altitude e libertou a nave, que segundos depois acionou os seus foguetes de propulsão ascendendo ao uma altitude de 83 quilómetros.

Foi o suficiente para os pilotos Mark Stucky e Frederick Sturckow experimentarem a ausência de gravidade e apreciarem a curvatura do planeta Terra.

A viagem ao espaço demorou cerca de uma hora. A “SpaceShipTwo” reentrou na atmosfera a 2,5 vezes a velocidade do som.

Em terra o ambiente entre as centenas de convidados era de festa pelo sucesso do voo de teste.

"Hoje, enquanto estava entre este grupo verdadeiramente notável de pessoas, todos nós com os olhos nas estrelas, vimos o nosso maior sonho e o nosso maior desafio até o momento ser cumprido", declarou Richard Branson à multidão, anunciando mais voos nos próximos meses.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+