Tempo
|
A+ / A-

Azeredo Lopes comenta caso do navio rejeitado

12 jun, 2018 - 21:08

Ministro diz que a Europa não pode fugir ao seu dever de proteção internacional.

A+ / A-
Azeredo Lopes ouvido pela jornalista Ana Rodrigues
Azeredo Lopes ouvido pela jornalista Ana Rodrigues

O ministro da Defesa diz que o drama do navio com mais de 600 migrantes rejeitado por Itália e Malta teve um final decente, mas vem chamar a atenção para a nossa responsabilidade enquanto europeus.

Em entrevista à Renascença, Azeredo Lopes refere que a Europa não pode fugir ao seu dever de proteção internacional.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+