Tempo
|
A+ / A-

"Brexit" sem acordo terá "efeito catastrófico", diz Santos Silva

25 mai, 2018 - 21:01 • Paulo Ribeiro Pinto

“O cenário de não haver uma qualquer relação futura entre a União Europeia e o Reino Unido é um cenário inimaginável", alerta o ministro dos Negócios Estrangeiros.

A+ / A-

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, fala de uma catástrofe caso não se consiga um acordo para a saída do Reino Unido da União Europeia.

O “Brexit” está marcado para as 23h00, do dia 29 de março do próximo ano. Augusto Santos Silva acredita que vai ser possível chegar a um acordo, caso contrário, o cenário será inimaginável.

“O cenário de não haver uma qualquer relação futura entre a União Europeia e o Reino Unido é um cenário inimaginável, tal seria o efeito catastrófico que ocorreria”, declarou o chefe da diplomacia portuguesa.

O ministro falava numa sessão de esclarecimento sobre o “Brexit” com o negociador europeu Michel Barnier, que garantiu a proteção dos cidadãos tantos os que trabalham e estudam no Reino Unido como os que estão no continente, prometendo que nada será feito às escondidas dos europeus.

“O debate público na Europa é necessário. Nada é pior do que o silêncio. As negociações que lidero, em nome da União Europeia, não terão segredos, não serão secretas, devem ser públicas. Decidimos praticar a transparência, com o acordo dos governos – o vosso primeiro-ministro e os restantes chefes de Estado e o Parlamento Europeu”, declarou.

Michel Barnier está em Lisboa para encontros com diversas entidades, incluindo o Presidente da República e o primeiro-ministro, e outras organizações como sindicatos e patronato, para explicar em que pé estão as negociações.

Questionado à margem sobre o encontro entre a Coreia do Norte e os Estados Unidos, que pode ou não acontecer a 12 de junho, o ministro dos Negócios Estrangeiros afirmou que seria uma boa notícia que tal encontro se realizasse, a bem de todos.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+