Tempo
|
A+ / A-

Em Londres, há mesmo três cartazes à beira da estrada

16 fev, 2018 - 14:35

“71 mortos e ainda nenhum detido? Como é possível?” Grupo activista inspirou-se no filme candidato aos Óscares para protestar contra a demora na investigação ao incêndio da Torre de Grenfell, em Londres.

A+ / A-

As semelhanças entre a última campanha do grupo activista “Justice 4 Grenfell” e a história do filme “Três cartazes à beira da estrada” saltam à vista e não são mera coincidência.

O grupo é composto por familiares das vítimas mortais e sobreviventes do incêndio da Torre Grenfell, ocorrido em Londres a 14 de junho do ano passado.

Descontentes com a demora na investigação policial, o grupo montou três cartazes junto à torre com a mensagem: “71 mortos e ainda nenhum detido? Como é possível?”

No filme candidato a sete Óscars, incluindo ao de Melhor Filme, a protagonista, Mildred Hayes, aluga três cartazes à entrada da cidade de Ebbing, onde vive, para protestar contra a ausência de detenções após a violação e homicídio da filha. A mulher dirige então ao chefe da cidade a mensagem, dividida em três partes: "Violada enquanto morria. E ainda nenhuma detenção? Porquê, chefe Willoughby?".

Os cartazes da "Justice 4 Grenfell" são móveis e têm circulado por locais emblemáticos de Londres, como o Parlamento, a Ponte de Londres e a Catedral de São Paulo.

Yvette Williams, porta-voz e co-fundadora do grupo ativista Justice4Grefell, contou à BBC que a ideia foi apresentada ao grupo por uma agência de publicidade. O objectivo foi manter o assunto no domínio público, afirmou o grupo em comunicado.

“Estes três cartazes pretendem manter esta tragédia na consciência nacional e fazer as nossas vozes serem ouvidas. E as nossas vozes apelam à mudança num sistema que mata. As nossas vozes exigem justiça para Grenfell”, lê-se no comunicado.

A comissária da Polícia Metropolitana de Londres, Cressida Dick, afirmou que a investigação criminal ao incêndio não deverá estar concluída antes de 2019.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Alda
    17 fev, 2018 Alta 11:54
    Afinal não é só em Portugal que morrem pessoas queimadas e não acontece nada! Em Inglaterra são 71, em Portugal são 165!! 112 civis e 53 operacionais combatentes. JUSTIÇA!

Destaques V+