Tempo
|
A+ / A-

Trump retira EUA do Acordo de Paris

31 mai, 2017 - 13:26

Informação está a ser avançada pela publicação online Axios citada pela agência Reuters.

A+ / A-

O Presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, decidiu retirar o país do Acordo de Paris. A notícia está a ser avançada pela publicação online Axios citada pela agência Reuters.

Segundo o site, os detalhes da retirada estão a ser ultimados por uma equipa que inclui o administrador da Agência de Protecção Ambiental dos Estados Unidos.

Ainda segundo a publicação "Axios", as hipóteses em cima da mesa são ou uma retirada formal que poderia demorar até três anos ou o abandono do tratado das Nações Unidas que serve de base ao Acordo de Paris, o que seria mais rápido.

Donald Trump já se pronunciou, entretanto, sobre o assunto. No twitter, o presidente dos Estados Unidos diz que vai anunciar nos próximos dias a decisão sobre o cumprimento do Acordo de Paris.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • DR XICO
    31 mai, 2017 Lisboa 16:46
    Trump acabará por receber divinamente as contrapartidas das suas loucuras, os EUA talvez sejam dos países mais fustigados pela natureza, quem sabe não receba uns tufões, tsunamis e mais uns diluvios. Como dizem os outros DEUS É GRANDE OU SERIA ALÁ
  • CAMINHANTE
    31 mai, 2017 LISBOA 15:39
    O homem é pró grotesco, mas apenas representa quem efectivamente decide sobre a governação dos EUA... ele não faz o que faz ou diz o que diz porque ele próprio o decidiu; as coisas não são assim. Nós, Humanos, somos mesmo não só os mais poluidores / envenenadores do Planeta, como os maiores predadores do mesmo. Todavia poucos falam da superpopulação existente que se agravará a velocidade alucinante nos próximos anos. Este é um problema gravíssimo, vital, pois mais população Humana implica maior destruição da Natureza e seus recursos. Aqui está o ponto chave que ninguém ( forma de expressão - alguns já têm alertado para esta bomba relógio) quer admitir. Mas as alterações climáticas não têm só a ver com os hidrocarbonetos e seus derivados, as alterações climáticas são cíclicas no Planeta. Algo parece estar a mudar no clima, é uma evidência... Não estou a defender Trump, estou a alargar horizontes de reflexão.
  • Tomás
    31 mai, 2017 Ponta Delgada 15:02
    E que tal esperar para ver? Ainda não está oficialmente decidido. Já leram o que o Putin diz sobre o aquecimento global? "E o burro sou eu?" (Trump)
  • natalia gomes
    31 mai, 2017 14:31
    Diáriamente somos confrontados com factos, palavras, decisões do sr. trump (letra pequena), que tornam o mundo cada vez mais desumano, egoista, violento. Gostava de acreditar que é possível travar esta"criança" mimada, que brinca com uma bola esquecendo-se que não é na sua mão que explode, antes fosse, é nos mais fragéis e pobres. Não acreditava que isto fosse real, pensava ser um filme de terror...
  • Marco
    31 mai, 2017 Lisboa 14:12
    Um dia os seus filhos e netos vao perceber que o dinheiro nao serve para nada se nao existir um planeta onde o gastar. Este e um momento triste para o mundo...
  • luis
    31 mai, 2017 entroncamento 13:57
    Trumpalhadas graves!!! Quem vai pagar por isso são as próximas gerações!!
  • Ana Mria
    31 mai, 2017 Pt 13:51
    Prepare to war...

Destaques V+