Tempo
|
A+ / A-

Morreu a mulher que caiu ao rio durante o ataque na ponte de Westminster

07 abr, 2017 - 08:03

Vítima é uma romena de 31 anos. O atacante, abatido pela polícia, foi identificado como sendo Khalid Masood.

A+ / A-

Uma mulher romena, Andreea Cristea, morreu na sequência dos ferimentos sofridos durante o ataque na Westminster Bridge. A notícia está a ser avançada pela imprensa britânica. Sobe para cinco o número de vítimas mortais do atentado reivindicado pelo Estado Islâmico.

A mulher, de 31 anos, que estava de férias com o namorado, encontrava-se hospitalizada desde o ataque.

Andreea caiu ao rio Tamisa quando o atacante atropelou um grupo de peões na Westminster Bridge.

Uma nota da família confirma a sua morte. “Depois de lutar durante duas semanas, a nossa querida e insubstituível Andreea – filha, irmã, companheira e amiga e a pessoa mais amorosa que poderiam imaginar – foi arrancada cruelmente das nossas vidas”.

No dia 22 de Março, um homem atropelou várias pessoas na ponte e tentou depois entrar no Parlamento, onde esfaqueou um polícia. Quatro pessoas morreram e cerca de 50 ficaram feridas. Entre as vítimas mortais está uma mulher que era casada com um português.

O atacante, abatido pela polícia, foi identificado como sendo Khalid Masood. O homem nasceu no Reino Unido com o nome de baptismo Adrian Russel Ajao.

O homem, nascido em 25 de Dezembro de 1964 em Kent, no sudeste da Inglaterra, vivia em West Midlands (centro) e "não era alvo de nenhuma investigação na actualidade e não consta informação anterior sobre sua tentativa de organizar um atentado terrorista", revelou na altura a Scotland Yard.

Segundo a Scotland Yard, os serviços britânicos conseguiram anular 13 tentativas de atentado desde Junho de 2013 no Reino Unido, onde o nível de alerta terrorista foi mantido em quatro em uma escala de cinco.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+