A+ / A-

Detidos vários suspeitos de ligações ao atentado de São Petersburgo

06 abr, 2017 - 11:37

Várias pessoas foram presas na sequência da descoberta de uma bomba numa zona residencial na cidade.

A+ / A-
S. Petersburgo. Normalidade reposta depois de falsa ameça de bomba
S. Petersburgo. Normalidade reposta depois de falsa ameça de bomba

As autoridades russas detiveram várias pessoas em São Petersburgo esta quinta-feira na sequência da descoberta de uma bomba, estando neste momento a serem investigadas as relações dos detidos com Akbarzhon Jalilov, o homem que estará por trás do atentado que, na segunda-feira, matou 14 pessoas na Rússia.

De acordo com as autoridades, um dispositivo foi desactivado no sétimo andar de um apartamento onde viviam os presumíveis cúmplices de Jalilov.

"O artefacto foi desactivado e os suspeitos detidos", informou um responsável russo.

Um dos residentes do prédio, Anatoly, disse a agência Reuters que a polícia deteve quatro jovens que ocupavam o oitavo andar. Já agência russa Interfax dá conta de “três pessoas presas".

Segundo a agência Reuters, "os explosivos encontrados são similares aos que foram usados em Vosstaniya", a estação de metro onde foi desarmadilhada uma bomba no ataque terrorista de segunda-feira.

Uma testemunha no local ouviu as autoridades russas a comentar que a bomba encontrada "era exactamente igual", noticia a Reuters.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+